01. Configurações

A NFS-e Une visa atender aos prestadores de serviço do município de São Paulo com grande agilidade, pois trata-se de um add-on que exige pouca configuração e está totalmente integrado com a prefeitura via web service, não necessitando de exportação/importação de arquivos textos de RPS (Recibo Provisório de Serviços).

Todo o processo de geração e cancelamento de NFS-e é feito dentro do SAP.

a) Tipos de notas fiscais

Através do menu Une Fiscal => Escrituração Fiscal => Configurações => Tipos de notas fiscais para o modelo SAP (auto numerador de notas fiscais), selecione o modelo correspondente para NFS-e e clique em salvar, como ilustra a imagem abaixo:

Através do menu Une Fiscal => Escrituração Fiscal => Notas Fiscais => NFS-e SP => Configurações iniciais definimos as principais configurações do add-on:

b) Ambiente

No campo ambiente é possível definir os valores:

  • Produção, onde as notas fiscais geradas no SAP e enviadas para a prefeitura terão validade jurídica;
  • Homologação, ambiente de testes que receberá notas fiscais sem validade jurídica.

Atenção:

  • É possível utilizar o ambiente de homologação sem ter adquirido uma licença para testes e validação do add-on;
  • O ambiente de homologação é gerenciado pela prefeitura e às vezes fica inoperante;
  • O erro mais comum gerado é “Certificado inválido”. Este erro refere-se ao certificado digital do web service de comunicação da prefeitura e não do cliente. Nestes casos, o cliente deve abrir um chamando junto à prefeitura para relatar o problema. Este é um problema especifico do ambiente de testes;
  • Para se comunicar com a prefeitura é necessária a instalação de um certificado digital;
  • Após a instalação do certificado, é necessário informar seu número de série no campo Nº de Série do Certificado Digital. Utilize o botão procurar para realizar uma busca/seleção automática;
  • No campo Licença Chave do Add-on da Une, na aquisição do add-on, irá fornecer uma licença que deverá ser informada e é pré-requisito para utilização do add-on em ambiente de produção;
  • É possível obter a licença online através do botão ‘Obter Online’:

c) E-mail

Na aba “E-mail”, configuramos o servidor SMTP para o envio das notas fiscais autorizadas pela prefeitura para os clientes, via e-mail, como exige a legislação.

Deverão ser informados:

  • O endereço do servidor de SMTP;
  • A porta de saída dos e-mails;
  • O e-mail remetente;
  • Usuário e senha do e-mail remetente para autenticação (após o seu preenchimento, a senha do e-mail remetente será criptografada para evitar que usuários não autorizados acessem a conta remetente).

O campo SSL na autenticação deve ser preenchido quando o servidor de envio de e-mails requerer autenticação de envio seguro como, por exemplo, as contas do Google, que exigem este tipo de autenticação:

 d) Impostos

A definição da fórmula de imposto para o ISS não prevê um campo padrão para o valor das deduções em reais.

Para que o add-on preencha esta informação na NFS-e, selecione o campo que representa esta informação através do botão “procurar”.

Para facilitar a digitação é possível definir um motivo padrão para a dedução através do campo Descrição/Motivo padrão para deduções:

O campo “Somar valores de IRF (Categoria =  Nota Fiscal) no valor total da NF”, nas configurações inicias da NFS-e SP, indicará se o add-on deve recalcular o valor contábil dos serviços quando existir IRF da categoria de desconto direto na nota fiscal:

Voltar ao Índice