03. Como enviar NF-e para Sefaz?

A aba “Une – NFe BR” aparecerá nas telas de nota fiscal do SAP Business One, após o add-on ser instalado e a configuração do certificado digital for feita:

05. 1 – Campos Editáveis

Campos criados para possibilitar a indicação, por documento, de informações necessárias para geração de NF-e ou NFC-e. Por padrão, o add-on irá buscar este campo das configurações da NF-e no menu Une Fiscal => Escrituração Fiscal => Notas Fiscais => NF-e => Configurações iniciais.

  • Campo Código de Regime Tributário (CRT)

Valores válidos:

1 – SN – Simples nacional;

2 – SN – Excesso sub receita bruta;

3 – Regime Normal.

 

  • Campo Tipo Emissão: Indica se o documento está sendo emitido em modo normal ou contingência.

Valores válidos:

1 – Normal;

2 – Contingência;

3 – Contingência SCAN;

6 – Contingência SVC-NA;

7 – Contingência SVC-RS;

8 – Contingência Offline.

Atenção:

  • Para o modelo NFC-e, somente é possível utilizar o valor ‘1 – Normal’ e ‘8 – Contingência Offline’;
  • Para o modelo NF-e, somente o valor ‘8 – Contingência Offline’ não deverá ser utilizado.

 

  • Campo Finalidade: Indica qual a finalidade do documento.

Valores válidos:

1 – Normal;

2 – Complementar;

3 – De Ajuste;

4 – Devolução de mercadoria.

 

  • Campo Sub-Finalidade: Campo criado para indicar sub-finalidades do documento.

Valores válidos:

1 – Normal;

2 – Crédito de imposto/CIAP/Transferência;

3 – Recalcular vlr contábil item só imposto.

 

  • Campo Ind. IE Destinatário: Campo criado para identificar a IE do destinatário.

Valores válidos:

-1 – Identificar Automaticamente;

1 – Contribuinte ICMS;

2 – Contribuinte Isento;

9 – Não Contribuinte.

Atenção:

  • Caso queira fixar uma opção para o documento, utilize os valores ‘1 – Contribuinte ICMS’, ‘2 – Contribuinte Isento’ ou ‘9 – Não contribuinte’;
  •  Caso seja marcado o valor ‘-1 – Identificar Automaticamente’, o sistema irá se basear na informação do campo ‘Inscrição estadual’, existente na tela ‘Identif. fiscais’, presente na aba ‘Imposto’. O sistema irá definir se o destinatário é contribuinte de ICMS, isento ou não-contribuinte, seguindo a regra:

1 – Contribuinte ICMS: será definido este valor caso o campo Inscrição Estadual esteja com um valor de Inscrição Estadual;

2 – Contribuinte Isento: Será definido este valor caso o campo Inscrição Estadual esteja com o valor ‘ISENTO’ (Checkbox ‘Isen.InsEst.’ marcado);

9 – Não contribuinte: Será definido este valor caso o campo Inscrição Estadual esteja em branco.

 

  • Campo Consumidor Final’: Campo criado para indicar se o destinatário é ou não consumidor final.

Valores válidos:

– 1 – Identificar Automaticamente;

0 – Não;

1 – Sim.

Atenção:

  • Caso queira fixar uma opção para o documento, utilize os valores ‘0 – Não’, ‘1 – Sim’;
  •  Caso seja marcado o valor ‘-1 – Identificar Automaticamente’, o sistema irá se basear na informação dos campos ‘CNPJ’ e ‘CPF’, existentes na tela ‘Identif. fiscais’, presente na aba ‘Imposto’. O sistema irá definir se o destinatário é consumidor final seguindo a regra:

0 – Não: Será definido este valor caso o campo CNPJ esteja com um valor válido;

1 – Sim: Será definido este valor caso o campo CPF esteja com um valor válido e o campo CNPJ esteja sem valor.

  • Não é possível identificar automaticamente se uma empresa é consumidor final. Caso queira marcar uma empresa como consumidor final, mas não queira alterar este campo a cada documento, é possível criar uma consulta formatada e utilizar os campos do parceiro de negócio para definir o valor deste campo.

 

  • Campo Presença Comprador: O campo ‘Presença Comprador’ foi criado para informar se o comprador está presente ou não.

Valores válidos:

0 – Não se aplica;

1 – Operação presencial;

2 – Operação não presencial, pela Internet;

3 – operação não presencial, Teleatendimento;

4 – NFC-e em operação com entrega a domicílio;

9 – Operação não presencial, outros.

Atenção:

  • Na emissão de NFC-e, somente os valores ‘1 – Operação Presencial’ e ‘4 – NFC-e em operação com entrega a domicílio’ são válidos.

 

  • Campo Exibe vlr aprox.trib.: Este campo foi criado para identificar no DANF-e e XML se o valor aproximado dos tributos será mostrado.

Valores válidos:

Y – Sim;

N – Não.

 

  • Campo Informar nº Série: Este campo foi criado para definir como serão informados os números de série.

Valores válidos:

1 – Todos (se existir);

2 – Somente intervalos (de-até).

 

  • Campo Hora emissão nf-e: Campo criado para que fosse possível salvar a hora de envio da NF-e e NFC-e.

Este campo é utilizado porque a NFC-e não permite um atraso maior que um minuto da criação ao envio do documento, o que gera diversos problemas para os clientes.

O sistema irá salvar este campo automaticamente ao apertar o botão ‘Enviar – SEFAZ’.

 

  • Campo Hora E/S: Campo criado para que fosse possível informar o horário de entrada/saída do documento.

 

  • Campo Justificativa de Canc/ Inut / Cont: Campo criado para informar a justificativa de cancelamento/inutilização/contingência do documento.

 

  • Campo Meio de Pagamento: Campo criado para definir como serão enviados os dados de pagamento no XML da NF-e. Caso esteja marcado como ‘Identificar Automaticamente’, o Une Fiscal buscará estas informações das Configurações da NF-e, na aba DANF-e, através do campo ‘Meio de Pagamento’. É importante ressaltar que caso seja escolhido algum valor diferente de ‘Identificar Automaticamente’, o Une Fiscal marcará a NF-e com este meio de pagamento definido e o valor de pagamento informado será a soma das parcelas.

 

  • Campo DANF-e?: Campo criado para visualizar se o DANF-e já foi impresso ou não.

Valores válidos:

S – Sim;

N – Não.

 

  • Campo E-Mail?: Campo criado para visualizar se o E-mail já foi enviado ou não.

Valores válidos:

S – Sim;

N – Não.

 

  • Campo CFOP Transporte: Campo criado para informar qual o CFOP de transporte do documento.

 

05.2 – Campos preenchidos automaticamente

Os campos nesta parte da ABA foram criados para facilitar o entendimento do status do documento junto à SEFAZ.

É possível visualizar o ambiente, quantas vezes foi enviado o documento, o status e descrição, bem como informações de retorno, como número de recibo, autenticação digital e versão do layout da NF-e e NFC-e.

 

  • Botão Enviar – SEFAZ: Botão que aciona o envio da nota fiscal para a SEFAZ gerando a chave de acesso seguindo os critérios da legislação da NF-e:

Após o envio, será feita a consulta da situação da nota enviada através da chave de acesso.

Confirmada a recepção, serão atualizados os campos em destaque com informações fornecidas pela SEFAZ:

O arquivo XML autorizado será gravado no diretório definido (ver tópico de configuração da NF-e) com o número de recibo da SEFAZ como inicio do nome do arquivo.

 

  • Botão Enviar – PN: Botão para enviar o arquivo XML autorizado pela SEFAZ com o DANF-e no formato PDF (se assim estiver definido nas configurações, ver tópico de configuração da NF-e) para o parceiro de negócio.

No caso de NF-e, será enviado para o e-mail informado no cadastro do parceiro de negócio, Aba Geral => Email.

O e-mail de saída (remetente) será o cadastrado nas configurações:

Você poderá informar destinatários adicionais através do campo de usuário do cadastro de contatos: Aba Pessoas de contato => Recebe XML de NF-e? = Sim => E-mail

Atenção:

O antivírus ou firewall do PC podem bloquear o envio; nestes casos, estes programas devem ser configurados para permitir a transmissão.

No caso de NFC-e, será aberta uma tela para que sejam digitados os e-mails:

Atenção:

Se o consumidor for identificado, já serão carregados os e-mails do PN e contatos automaticamente.

 

  • Botão Abrir XML: O botão “Abrir XML” permite exibir o XML autorizado pela SEFAZ, servindo também para testes de versões não autorizadas:

Para as versões não autorizadas, é possível gerar o XML no formato exigido pelo programa emissor da SEFAZ (gratuito e disponível no site da SEFAZ).

Esta função é útil para testes e comparações na fase de implantação de notas fiscais que fogem do padrão, por exemplo, complementos de impostos, de preços e etc.

Ao importar o XML gerado para o programa emissor da SEFAZ, caso este arquivo passe pela validação do programa emissor, ele terá seu uso autorizado sem problemas pela SEFAZ.

Para gravar o arquivo, é necessário selecionar a pasta de gravação.

Na linha de mensagem do SAP será exibido o nome do arquivo gerado.

 

  • Botão Imprimir DANF-e: No caso de NF-e, ao utilizar o botão “Imprimir DANF-e” um arquivo PDF será gerado pelo gerador de relatórios Crystal Reports padronizado pela SAP para o SAP Business One.

Este arquivo depois de gerado será aberto pelo add-on para impressão.

O DANF-e NF-e gerado pelo Une Fiscal segue o modelo exigido pela SEFAZ disponível no manual de integração do contribuinte.

Atenção:

  • Os campos “Informações Complementares de interesse do Contribuinte” e “Informações Adicionais de Interesse do Fisco” da NF-e serão preenchidos com base nas configurações;
  • Caso o documento possua partilha de ICMS para o Estado de destino, o add-on irá incluir os valores de partilha e de fundo de combate à pobreza automaticamente. Os valores exportados serão somente os valores totais. Caso deseje ver as alíquotas aplicadas e os valores por item, será necessário consultar o XML do documento. Segue exemplo de como está sendo preenchido pelo add-on: Valores totais do ICMS Interestadual: DIFAL da UF destino R$4,00 + FCP R$4,00; DIFAL da UF Origem R$6,00;
  • No caso de NFC-e, ao utilizar o botão “Imprimir DANF-e”, uma tela será aberta, para que o usuário decida se deseja a impressão direto na impressora padrão, ou se deseja a impressão do DANF-e em PDF.

O DANF-e NFC-e gerado pelo Une Fiscal segue o modelo exigido pela SEFAZ, disponível no manual de Especificações Técnicas do DANF-e NFC-e e QRCode.

Voltar ao Índice